Notícias em destaque

Reposição da Inflação no FGTS de 1999 a 2013

Nota do Editor de Soropositivo.Org: Logo que eu me descobri soropositivo eu fui informado que poderia sacar o FGTS. E saquei. O que acontece é que o saque fica registrado com um código; exemplo ZXC55. Em pelo menos duas oportunidades na vida eu fui eliminado de um posto de trabalho porque algumas empresas, cujos proprietários tem o caráter similar ao de um porco (Assista no you tube a musica pigs do pinl floyd) obtém, por vias corruptas, acesso ao código do saque do fundo e isso gera a exclusão. É preciso mover céus e terras para fazer com que isso mude, custe o que custar.

FUNDO DE GARANTIA POR TEMPO DE SERVIÇO (FGTS)

Reeditado em 16 de Outubro de 2014

FGTS

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), foi instituido em 1966 é atualmente regulado pela Lei nº 8.036/90 e pelo Decreto 99.684/90. Trata-se de um conjunto de recursos captados do setor privado (empresas em geral)e administrados pela Caixa Ecônomica Federal com a finalidade principal de amparar os trabalhadores em algumas hipóteses de encerramento da relação de emprego, em situações de doenças graves e até em momentos de catástrofes naturais, sendo também destinado a investimentos em habitação, saneamento e infraestrutura.

Vídeo do Programa Pronto Atendimento que informa que todo trabalhador que teve algum valor depositado no Fundo de Garantia, o FGTS entre 1999 e 2013 tem direito à reposição de perdas relativas à inflação dos últimos 10 ou 15 anos.

 

 

Se você trabalhou registrado entre 1999 e 2013 você tem direito!

Assista, são 30 minutos que podem lhe valer algum dinheiro.

O programa sobre FGTS também pode ser assistido no YouTube, mas Soropositivo.Org presta, com satisfação, este serviço para você.

Saiba mais sogre o FGTS (Fundo de Garantia)

Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), foi instituido em 1966 é atualmente regulado pela Lei nº 8.036/90 e pelo Decreto 99.684/90. Trata-se de um conjunto de recursos captados do setor privado (empresas em geral)e administrados pela Caixa Ecônomica Federal com a finalidade principal de amparar os trabalhadores em algumas hipóteses de encerramento da relação de emprego, em situações de doenças graves e até em momentos de catástrofes naturais, sendo também destinado a investimentos em habitaçãosaneamento e infraestrutura.

Como dito, a principal fonte de recursos do FGTS são os depósitos mensais dos empregadores nas contas vinculadas dos trabalhadores, abertas na Caixa Econômica Federal.

Histórico

Até 13 de setembro de 1966, data da criação do FGTS (fundo de garantia por tempo de serviço), existia apenas uma garantia de emprego ao trabalhador, tratava-se da estabilidade decenal. Ocorria quando o empregado completava 10 anos de trabalho em uma empresa, ocasião em que tornava-se estável. A partir da estabilidade adquirida, seu contrato de trabalho somente poderia ser encerrado caso incorresse em justa causa, ainda assim após apuração da falta grave por meio de inquérito que verificasse a procedência da acusação. Caso o empregado pedisse demissão, seu pedido só seria válido quando feito com a assistência do Sindicato, ou do Ministério do Trabalho ou ainda pela justiça do Trabalho.

Nesse sistema de estabilidade, aos empregados com mais de um ano de tempo de serviço e que fossem dispensados antes de completarem o decênio era devida uma indenização, correspondente ao valor de um mês de salário para cada ano laborado. Ultrapassados os 10 anos de serviço, para dar conteúdo à garantia da estabilidade, essa indenização tinha seu valor dobrado.

Para arcar como essa indenização algumas empresas, por conta própria, provisionavam cerca de 1/12 avos do valor do salário do trabalhador de forma a ter o valor necessário para cubrir tal custo na hipótese de ser necessário dispensar o trabalhador. Muitas empresas entendiam que, mesmo provisionando algum valor para o FGTS, a indenização acabava representando um custo muito elevado. Por isso que nem todos os empregadores se preparavam. Dessa forma, na prática, muitos trabalhadores eram demitidos pouco antes de completarem o decênio ou não recebiam a indenização que lhes era devida e eram obrigados a reclamar seu direito na justiça. A Estabilidade Decenal era apontada como encargo demasiado oneroso para as empresas, posto que, no entender dos empresários não agregava valor para a sociedade como um todo. Com o passar dos anos o Governo verificou também que o regime estabilitário não favorecia aos empregados, uma vez que as empresas não permitiam ao trabalhador o cumprimento do decênio necessário. A solução encontrada foi adotar o regime do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS – inserido no mundo jurídico pela lei nº 5.107. O novo regime não acabava com o sistema anterior era uma alternativa ao regime da estabilidade decenal. Os empregados poderiam optar pelo novo regime – FGTS – ou permanecer no regime anterior – estabilidade Decenal. Para tanto os empregadores deveriam mencionar na Carteira de Trabalho do empregado se eram ou não optantes do FGTS. Com a nova lei criou-se um fundo de recursos, abastecido pelos empregadores, mediante o depósito de 8% incidentes sobre a remuneração do trabalhador, exigido ao longo da vigência do contrato. Independentemente da opção do empregado, o empregador tinha obrigação de depositar o valor do FGTS em conta específica, em nome do trabalhador como “não optante”. O regime de estabilidade decenal deixou de existir para os trabalhadores em geral a partir da vigência da Constituição Federal promulgada em 05 de outubro de 1988. Por esta razão a lei 5.107 foi revogada pela Lei nº 7.839, de 1989 estabelecendo inclusive regras para os casos de empregados que à época da vigência da Constituição de 1988 não eram optantes do regime FGTS. A lei 7839/89 posteriormente foi revogada pela lei 8039/90, hoje ainda mantendo-se como aquela que regula o regime do FGTS. Os recursos do FGTS eram, e são, remunerados com jurosbaixos e correção monetária e, originariamente, serviriam para financiar investimentos nas áreas de habitação e infraestrutura, sobretudo de saneamento.

Como vimos a partir de 05 de outubro de 1988, com a promulgação e publicação da Constituição Federal, foi extinta a estabilidade no emprego para empregados regidos pela CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), permanecendo estáveis apenas aqueles que já possuíam 10 anos de trabalho na mesmo empresa. A partir daí, todos os trabalhadores celetistas passaram a ser obrigatoriamente optantes pelo FGTS.

Funcionamento

Depósito Obrigatório 0 empregador, ainda que entidade filantrópica, é obrigado a depositar, até o dia 7 de cada mês, em conta vinculada, na Caixa Econômica Federal, a importância correspondente a oito por cento de remuneração paga ou devida no mês anterior, a cada trabalhador, incluídas as parcelas referentes à gratificação de Natal a que se refere a Lei n° 4.090, de 13 de julho de 1962, com as modificações da Lei n° 4.749, de 12 de agosto de 1965. Não integram a base de cálculo para incidência do percentual a contribuição do empregador para o Vale-Transporte (Decreto n° 95.247, de 17 de novembro de 1987); e os gastos efetuados com bolsas de aprendizagem (Lei n° 8.069, de 13 de julho de 1990, art. 64). 0 depósito na conta vinculada do FGTS é obrigatório também nos casos de interrupção do contrato de trabalho prevista em lei, tais como: I – prestação de serviço militar; II – licença para tratamento de saúde de até quinze dias; III – licença por acidente de trabalho; IV – licença à gestante; e V – licença-paternidade. Sendo que na ocorrência de uma dessas hipóteses, a base de cálculo será revista sempre que ocorrer aumento geral na empresa ou na categoria profissional a que pertencer o trabalhador. Penalidades O empregador que não realizar os depósitos previstos no prazo mencionado acima I – pela atualização monetária da importância correspondente; e II – pelos juros de mora de um por cento ao mês e multa de vinte por cento, incidentes sobre o valor atualizado. A atualização monetária será cobrada por dia de atraso.

Recolhimento

Até 1997 o recolhimento era feito por sistema de Guias impresas, posteriormente por intermédio de disquetes, mas apartir da vigência da lei nº 9.528/97 foi introduziu a obrigatoriedade de apresentação da Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – GFIP. O documento de recolhimento gerado pelo SEFIP é denominado de Guia de Recolhimento do FGTS – GRF. O SEFIP gera o arquivo NRA.SFP (onde o NRA é o número do respectivo arquivo), que contém as informações destinadas ao FGTS e à Previdência Social. Este arquivo deve ser transmitido pela Internet, via Conectividade Social.

Conectividade Social

Conectividade Social é o canal Eletrônico de Relacionamento desenvolvido pela CAIXA e disponibilizado gratuitamente às empresas. É utilizado para a transmissão, via internet e no ambiente da própria empresa, dos arquivos gerados pelo programa, sem a necessidade de encaminhamento dos disquetes ao banco quando do recolhimento de FGTS e/ou prestação de Informações à Previdência. A Circular CAIXA nº 321 , de 25/05/2004, estabeleceu a obrigatoriedade da transmissão do arquivo gerado pelo SEFIP por meio da Internet, a partir de 11/2004. A Portaria Interministerial MPS/MTE nº 227 , de 25/02/2005, também determinou esta obrigatoriedade, a partir de 03/2005. A prestação das informações, a transmissão do arquivo NRA.SFP, bem como os recolhimentos para o FGTS são de inteira responsabilidade do empregador/contribuinte.

Quem não deve recolher e Informar?

a) segurado especial. b) contribuinte individual sem segurado que lhe preste serviço; c) órgãos públicos em relação aos servidores estatutários filiados a regimes trabalhista e previdenciário próprios; d) segurado facultativo. e) candidato a cargo eletivo, relativo à contratação de contribuinte individual para prestação de serviços exclusiva durante o período eleitoral.

Quem tem direito ao FGTS?

• Trabalhadores urbanos e rurais, regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho – CLT;

• diretor não empregado, ou seja, que não pertence ao quadro de pessoal da empresa, mas que tenha sido equiparado a empregado;

• trabalhadores avulsos, como estivadores, conferentes, vigias portuários, etc;

• empregados domésticos cujos empregadores optaram pelo recolhimento do FGTS.

vsf

Quem não tem direito ao FGTS?

• Trabalhadores individuais – antigos autônomos – que prestam serviços provisórios, não estando sujeitos a ordem e a horário – não possuem vinculo empregatício -, e que não exerçam tarefas ligadas à atividade principal do tomador de serviços; • Servidores públicos civis e militares, sujeitos ao regime trabalhista próprio – estatutários -;

A conta vinculada FGTS do trabalhador recebe, no dia 10 de cada mês, rendimentos e correção monetária similar àquela aplicada às contas de poupança com aniversário no mesmo dia e taxa de juros de 3% ao ano.

Quando o trabalhador é demitido sem justa causa, o empregador é obrigado a fazer o depósito a título de multa rescisória na conta do trabalhador. Essa multa corresponde a 50% do valor do somatório dos depósitos efetuados na conta do trabalhador, devidamente corrigidos, dos quais 40% são creditados na conta vinculada do trabalhador e 10% refere-se a contribuição social a ser recolhida na rede bancária e transferida à Caixa Econômica Federal. Estão isentas da contribuição social de 10% os empregadores domésticos que optaram por recolher o FGTS do empregado doméstico.

Solicitação do Saque

Quando há rescisão sem justa causa de contrato de trabalho, cabe ao empregador comunicar o ocorrido à Caixa Econômica Federal, por meio da Guia de Recolhimento Rescisório do FGTS – GRRF e do canal eletrônicoConectividade Social. Em até 5 dias úteis, munido da documentação exigida, o trabalhador poderá sacar seu benefício. Nos demais casos, a solicitação de saque é feita pelo trabalhador que comparece a uma agência da Caixa, portando os documentos devidos. O saque também é liberado em até 5 dias úteis.

Realização do saque

O saque dos recursos do FGTS de valor até R$ 1.000,00 poderá ser realizado em um terminal de auto-atendimento, nas casas lotéricas ou nos correspondentes CAIXA Aqui, com uso do cartão do cidadão e senha. Para valores superiores a R$ 1.000,00 e para trabalhadores que não possuam cartão do cidadão o resgate do recurso pode ser feito em qualquer agência da Caixa Econômica Federal. Nos locais onde não houver agência da Caixa, o saque será efetuado no banco conveniado onde foi feita a solicitação do benefício. Na ocasião, o trabalhador deve portar a documentação exigida.

Regras para Saque

A conta vinculada do trabalhador no FGTS poderá ser movimentada nas seguintes situações:

I – despedida sem justa causa, inclusive a indireta, de culpa recíproca e por força maior.

II – extinção da empresa, fechamento de quaisquer de seus estabelecimentos, filiais ou agências, supressão de parte de suas atividades, ou, ainda, falecimento do empregador individual, sempre que qualquer dessas ocorrências implique rescisão do contrato de trabalho, comprovada por declaração escrita da empresa, suprida, quando for o caso, por decisão judicial transitada em julgado;

III – aposentadoria concedida pela Previdência Social;

IV – falecimento do trabalhador;

V – pagamento de parte das prestações decorrentes de financiamento habitacional concedido no âmbito do Sistema Financeiro da Habitação SFH, desde que:

a) o mutuário conte com o mínimo de três anos de trabalho sob o regime do FGTS, na mesma empresa ou em empresas diferentes;

b) o valor bloqueado seja utilizado, no mínimo, durante o prazo de doze meses; e

c) o valor de cada parcela a ser movimentada não exceda a oitenta por cento do montante da prestação;

VI – liquidação ou amortização extraordinária do saldo devedor de financiamento imobiliário concedido no âmbito do SFH, desde que haja interstício mínimo de dois anos para cada movimentação, sem prejuízo de outras condições estabelecidas pelo Conselho Curador;

VII – pagamento total ou parcial do preço de aquisição de moradia própria, observadas as seguintes condições:

a) conte o mutuário com o mínimo de três anos de trabalho sob o regime do FGTS, na mesma empresa ou empresas diferentes; e

b) seja a operação financiada pelo SFH ou, se realizada fora do Sistema, preencha os requisitos para ser por ele financiada;

VIII – quando permanecer três anos ininterruptos, a partir de 14 de maio de 1990, sem crédito de depósitos;

IX – extinção normal do contrato a termo, inclusive o dos trabalhadores temporários regidos pela Lei no 6.019, de 1974;

X – suspensão do trabalho avulso por período igual ou superior a noventa dias;

XI – quando o trabalhador ou qualquer de seus dependentes for acometido de neoplasia maligna

XII – aplicação, na forma individual ou por intermédio de Clubes de Investimento – CI-FGTS, em quotas de Fundos Mútuos de Privatização – FMP-FGTS, conforme disposto no inciso XII do art. 20 da Lei no 8.036, de 11 de maio de 1990;

XIII – quando o trabalhador ou qualquer de seus dependentes for portador do vírus HIV; e

XIV – quando o trabalhador ou qualquer de seus dependentes estiver em estágio terminal, em razão de doença grave.

Procedimentos Práticos para sacar o valor do FGTS.

Em caso de demissão sem justa causa: • Apresentar Termo de Rescisão de Contrato de Trabalho devidamente homologado pelo sindicato da categoria profissional ou pelo Ministério do Trabalho no caso de contrato de trabalho que ultrapasse um ano de duração.

Em caso de demissão com justa causa: • O trabalhador somente terá direto de saque passados 3 anos da demissão e desde que o mesmo não contrair nenhum vínculo trabalhista celetista. Ou seja, deverá passar por um período de três anos fora do regime do FGTS. Além disso, após completar os três anos, o trabalhador deverá procurar a Caixa Econômica Federal somente a partir do mês de seu próximo aniversário.

Para aquisição da casa própria:

• Caso o trabalhador tenha mais de trinta e seis meses, consecutivos ou não, de contribuição, pode usar o saldo como complemento para compra/ de casa própria, caso o mesmo ainda não possua casa própria.

• É permitido, ainda, o uso do FGTS para amortização, liquidação ou abatimento de parte de prestação de financiamento habitacional contraído no âmbito do Sistema Financeiro de Habitação ou com recursos do Fundo de Garantia.

Por motivo de doença:

• Trabalhadores que portem as doenças SIDA (Aids, no Brasil) e neoplasia maligna (câncer) podem efetuar saque do saldo de sua conta vinculada. Deverá o trabalhador comparecer à Caixa com o laudo histopatológico e atestado médico no qual conste descrição e CID da doença, carimbo, assinatura e CRM do médico responsável, além da CTPS. Também é admitido o saque do FGTS quando o trabalhador ou qualquer de seus dependentes estiver em estágio terminal de vida. Em caso de desastre natural que resulte em decretação de calamidade pública ou situação de emergência devidamente reconhecida pelo Governo Federal, também é permitido o saque do FGTS, desde que autorizado por lei.

Por outros motivos:

• O FGTS pode ser liberado, ainda, nos casos de aposentadoria, falecimento e para trabalhadores com mais de 70 anos.

Aposentados:

Os depósitos em conta vinculada em nome de aposentado, em razão de novo vínculo empregatício, poderão ser sacados também no caso de rescisão do contrato de trabalho a seu pedido.

Referências

Lei nº 8036/90 – Lei do FGTS – Decreto 99684/90 – Regulamento do FGTS .1

Ligações externas

Lei 8036/90, Art. 15 e seu parágrafo 7º http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8036consol.htm#art32

Claudio S.

Direito A Wikipédia possui o:Portal do Direito

Alerta aos Navegantes

Licença Creative Commons
Soropositivo Web Site de Prevenção ao HIV, À AIDS outras DST e relacionados está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em +5511997080203.
Se liga cara

Cento e cinquenta e oito Países!

Em 2014 cento e cinquenta e oito Países visitaram Soropositivo Web Site e encontraram o site em seus respectivos idiomas

Em 2014 cento e cinquenta e oito Países visitaram Soropositivo Web Site e encontraram o site em seus respectivos idiomas

Um presente

Seja você quem for, qualquer que seja a razão para você estar aqui neste site, por favor, assista a este video. Dura cinco minutos e te trará reflexões para uma vida muito melhor do que a que você tem, não importa o quão boa possa ser a sua vida. Eu não pediria isso a você, seus cinco minutos, sem uma ótima justificativa.
Abraços

Cau

JavaScript necessário para reproduzir um bom dia.

E aí? Fez ou não fez? Conta ou não conta? A outra pessoa merce ficar no escuro?

Doações

ESte site é mantido com recursos pessoais de uma ó pessoa;

Esta pessoa é soropositiva e esta desempregada desde que recebeu o diagnóstico positivo para HIV.

Discriminado no trabalho, eu vivo de pequenos bicos e da venda de partes de computador, com marges de lucro estreitíssimas.

Se você pode ajudar, por favor ajude.

Telefone para 11 997-080-203 e vc rebeberá instruções sobre como creditar sua ajuda em uma conta bancária que não é exposta aqui porque já houve quem abrisse contas de consumo em assinaturas da revista abril.

uma só pessoa abriu, com débito em minha conta, assinaturas para sessenta (60) revistas da editora abril.

Você não me verá pessoalmente porque eu sofro ameaças de toda a ordem e não posso me arriscar

 









JavaScript necessário para reproduzir AIDES – GRAFFITI-SD.

Por Favor, assista a este vídeo. É muito Importante

Assine esta petição para que este site receba apoio do governo

OLá!

Muitas vezes pedi socorro de forma inadequada.

Peço que me perdoem, pois isso só de sá por conta da minha angústia de ver a possibilidade real de ver um trabalho que já dura quinze anos, pode desaparecer.

Quando penso nisso, tenho vontade de morrer. Não importa se vc nao está pessoalmente envolvido com a doença (ainda).

Importa que eu trabalho para evitar novas infecções e servir de farol paa os navegantes em primeira jornada na complicada vida com HIV.

Não é o tratamento, que tem lá suas mazelas, mas funciona relativamente bem.

É pelo preconceito, pelo estigma, pela indiferença.

Não sejam indiferentes a mim... Um dia, quem sabe, vocês podem precisar, por Deus, que Ele não seja indiferente a voces.

Clique aqui para assinar a petição. É simples, de graça e seguro. a AVAAZ tem realizado muito em muitos países

No Passado eu Também Fui Radialista

Em 1982 eu me tornei assistente do sonoplasta da Boate Louvre que, hoje, é um estacionamento na Major Sertório (Iazul).

Trabalhei alguns anos ali como assistente do Sonoplasta (esta coisa que hoje chama de DJ e eu tenho como tocadores de MP3) até 1986.

Em 1986 eu passei a trabalhar no Vagão Plaza e havia uma guerra la dentro entre mim, a gerente do time feminino, uma moça simpática chamada graça, que mais lembrava um caniço de pesca e que me odiava com todas as forças que seu mirrado intelecto podia emanar.

A causa disso é um assunto vexaminoso, mas eu estou aqui para dizer tudo e o ódio dela devia-se ao fato de eu ter conhecido, no sentido Bíblico) uma de suas mulheres.

Mas havia a gerente do Salão, a Zezé, uma loura belíssima, casada com o Chicão (lá também tinha o Chico e o Chiquinho), que me dava todo o apoio, mesmo quando eu estava errado, chegando as 23:00 quando o baile começava as 21:00. Nesta época a coisa era diferente e eu era o cara que tinha um assistente; um puta cara legal chamado Lico. Nunca soube o nome dele.

Trabalhei ali até 1990, quando me cansei da Dona da Casa, um cangalho de 50 invernos que achava que ilarie era música para boate. À puta que pariu com ela e o ilarie.

Aí passei a trabalhar no Le Masque, hoje um inferninho que nem Stephen King conseguiria imaginar e, lá, fui consagrado por três anos consecutivos o melhor DJ de São Paulo, segundo a Revista São Paulo à Noite.

Tudo política e não me é difícil imaginar que o Le Masque, na pessoa de sua gerente, D. Lucia (...), tenha comprado estes títulos cujos troféus ficaram na casa e não comigo.

Nesta época eu fazia, aos domingos, um programa de rádio, na radio Emissora ABC Chamado Flashmania.

Por conta da minha inconstância acabei deixando o programa pouco menos de um ano de ter participado dele.

Este vídeo, é a prova incontéstil disso.

Urbi ET Orbe Notem, por favor, que a pessoa que vocês vêem com o camisão cor de sabe-se lá o que, sou eu. A única pessoa neste grupo que veio a contrair HIV, das outras eu pouco sei, exceto do autor do programa, cuja amizade de mais de 30 anos não pode sobreviver à verdade, e a verdade é que, passado o longo e tenebroso inverno que ele passou, sozinho, visceralmente sozinho, omitiu-se em algo e eu protestei. Desde então, e já faz mais de um mês, ele nunca mais me ligou, entregando esta cópia do vídeo via mega upload após eu ter deixado um lacônico pedido na página em que fica o vídeo no site que esta em http://amaquinadotempo.net que ele editou (um homem de imensos e inúmeros talentos perdidos, uma lástima para a humanidade não ter-lhe dado o devido valor, ou não o ter descoberto a tempo. Sic Transit Gloria mundus

Soropositivo.Org Apresentado pelo Taz, no Vitrine

Pessoas que perdemos para a AIDS

Responsabilidade pessoal

Olá.
Meu nome é Cláudio Souza e eu sou a pessoa que seleciona, escreve, edita ou republica textos e outros conteúdos neste site desde 1º de Agosto de 2000

Em 15 anos de trabalho eu coloque um valor em dinheiro neste site que daria para ter feito dois cursos universitários.


Não estou me queixando.

Apenas quero explicar que eu não viso lucros com isso e ainda pago uma importância de US$ 99,00 por ano para manter este Blog.

Já paguei mais, como você podera ver neste link

Caso você seja autor de algum material postado aqui, por favor, me desculpe. Eu busco apenas multiplicar conhecimento.

Se, contudo, você preferir que seu conteúdo seja removido daqui queira, por favor, enviar uma mensagem para soropositivowebsite@gmail.com

Obrigado

Soropositivo Web Site Top Blog Br 1º Lugar, Juri academico 2013/2014

Soropositivo Web Site Top Blog Br 1º Lugar, Juri academico 2013/2014

Soropositivo.Org é um site pessoal. Não recebo recursos de nenhuma instituição de qualquer natureza e mantenho isso de meus parcos, pífios e inconstantes rendimentos desde 1º de Agosto do ano 2000. Se você tem algum interesse em ajudar, procure-me no formulário d contato, no menu principal, na seção sobre o site. Obrigado - Nota Importante: Eu paguei uma tarifa para participar do concurso e, na hora da entrega, faltu toféu e eu não recebi o meu. Vou pensar muito em que espécie de atitude tomar com relação a isso se não receber o trofeu em um determinado período de tempo

Outra de minhas conquistas

Unifesp

O menino que fugiu de casa ainda no início da adolescência conseguiu chegar aqui. com 890 na nota da redação. Isso graças a Deus, a mim, aoENEM que eu nem preciso dizer quando e por quem foi criado

Cabeleireiros contra a AIDS dão relevância a Soropositivo Web Site

Cabeleireiros dã relevância e destaque a Soropositivo Web Site

Diploma de Cidadão Exemplar Expedido pelo Portal da Cidadania

Cláudio Santos de Souza - Cidadão Exemplar

Há uma dissonâcia no artigo, muito provavelemte por minha causa. Ali diz 1996 e, na verdade -e 1994

Diploma de Afiliado na Fellowship Ashoka Empreendedorers sociais

Diploma de Afiliado na Fellowship Ashoka Empreendedorers sociais

Foi, para mim, uma grande honra ser escolhido para estar em tão boa companhia. Foi uma das mais gratificantes de minha vida

Posts Recentes da RNP: RNP+BRASIL

Nós não podemos exibir dados de blog no momento.

Hours & Info

+55-11-997-080-203

13 Comments on Reposição da Inflação no FGTS de 1999 a 2013

  1. TRABALHEI EM UMA EMPRESA DE 2006 A 2008 E EM OUTRA DE 2010 A 2013…EU TENHO ESSE DIREITO?

    Curtir

  2. ola boa noite!
    trabalhei registrado desde 1996 até 2013,agora estou desenpregada,como faço para reclamar esse direito de correção do fgts,pode ser particular…
    tive um problema de saude,tive que fazer uma cirurgia na coluna.assim que voltei com dois messes fui demitida,hoje nao consigo trabalho porque nao passo nos exames de admição,eu tenho direito de auxilio doença o que fazer?nao fez um ano ainda que sai da empreza…

    Curtir

  3. Ja pesquisei e tenho valor do FGTS a receber como faço para receber, eu consigo ir na casa lotérica e sacar com o cartão cidadão?

    Curtir

  4. Maria Rosiana Lisboa // 3 de fevereiro de 2014 às 15:51 // Resposta

    eu trabalhei de1998 até 2011, quero saber se tenho direito a o fgts, e como faço para retirar esse dinheiro se tenho que procurar um advogado, me responda por esse imail

    Curtir

    • Sim tem direito a revisao, precisa ir na caixa e pedir o extrato anlitico do seu Fgts

      Curtir

  5. Eu trabalhei em uma empresa de 2010 a 2013 em uma empresa, e pedi a minha demissão, mê dá direto à retirar o meu fgts?

    Curtir

  6. Edinaldo cardoso .eu trabalhei de carteira assinada de janeiro de 2012 abril de 2013 tenho direito e como faço pra sacar esse dinheiro tenho que ir a justiça ou a empresa deposita na conta sem eu ir atraz?

    Curtir

  7. ESTOU TRABALHANDO EM UMA EMPRESA DESDE 2005, TENHO DIREITO A ESSE REAJUSTE NO FGTS? E A UNICA FORMA É PROCURANDO A JÚSTIÇA?

    Curtir

  8. Trabalho em uma empresa de Bebidas e sou anparado pela CLT desde 1996 até o momento, posso que entrar com este processo através de um advogado particular

    Curtir

    • Sim você pode e deve entrar com advogado particular, a ação individual é mais benéfica para você!

      Curtir

  9. Alessandro Marquetti // 9 de janeiro de 2014 às 16:33 // Resposta

    Eu não não estou aposentado mas o meu fgts tambem tem este direito? Se tem como posso entra nesta ação?
    Alessandro
    marquette.90@hotmail.com

    Curtir

  10. O senhor faria uma grande gentileza postando esta inicial aqui mesmo

    Curtir

  11. Hoje é 13 de novembro de 2013, 07H48m. Estou apresentando a voce uma proposta de parceria publicitária que permitirá a você exibir um anuncio de seu site em todas as páginas do site.
    Caso vc nao responda a esta mensagem em 24 horas eu o reportarei no Disqus como spammer

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.759 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: